OUTROS SITES EM DESTAQUE RIO
Primeira Página

O Que é a Diabetes?

Em 2014 a prevalência estimada da Diabetes na população portuguesa com idades compreendidas entre os 20 e os 79 anos (7,7 milhões de indivíduos) foi de 13,1%, isto é, mais de 1 milhão de portugueses neste grupo etário tem Diabetes. O impacto do envelhecimento da estrutura etária da população portuguesa (20-79 anos) refletiu-se num aumento de 1,4 pontos percentuais (p.p.) da taxa de prevalência da Diabetes entre 2009 e 2014, o que corresponde a um crescimento na ordem dos 12%. Em termos de composição da taxa de prevalência da Diabetes, em 56% dos indivíduos esta já havia sido diagnosticada e em 44% ainda não tinha sido diagnosticada. Verifica-se a existência de uma diferença estatisticamente significativa na prevalência da Diabetes entre os homens (15,8%) e as mulheres (10,8%). Verifica-se também a existência de um forte aumento da prevalência da Diabetes com a idade. Mais de um quarto das pessoas entre os 60-79 anos tem Diabetes.
FONTE Diabetes: Factos e Números – O Ano de 2014 − Relatório Anual do Observatório Nacional da Diabetes

O termo diabetes” provém do grego e pode ser traduzido por sifão, no sentido de “atravessar”, pretendendo aludir à grande quantidade de água que “atravessa” o corpo destes doentes em consequência da poliúria (termo médico para indicação de urinar em excesso) e polidipsia (termo médico que define o sintoma caracterizado por excessiva sensação de sede) que caracteriza esta situação patológica.

Entendemos, hoje, a diabetes mellitus  (de mellitensis - doce) como uma situação patológica em que existe uma concentração crónica elevada de açúcar no sangue, causada ou por uma carência absoluta de insulina (o pâncreas não a produz) ou por uma carência relativa (o pâncreas não a produz nas quantidades necessárias e nas melhores condições sendo a sua ação insuficiente para as necessidades do organismo). Com frequência os médicos usam o nome completo de diabetes mellitus para distinguir esta doença da diabetes insípida, mais rara.

Então, como primeira ideia, podemos dizer que a Diabetes é uma doença crónica na qual o corpo não produz insulina ou não consegue empregar adequadamente a insulina que produz.

A insulina, uma hormona produzida pelo pâncreas, é a principal substância responsável pela manutenção dos valores adequados de açúcar no sangue. Permite que a glicose seja transportada para o interior das células, de modo que estas produzam energia ou armazenem a glicose até que a sua utilização seja necessária. A elevação das concentrações de açúcar no sangue depois de comer ou beber estimula o pâncreas para produzir a insulina, a qual evita um maior aumento dos valores de açúcar e provoca a sua descida gradual. Dado que os músculos utilizam glicose para produzir energia, os valores de açúcar no sangue também diminuem durante a actividade física.

Mas o que é insulina? A insulina é uma hormona produzida pelo pâncreas que controla a quantidade de glicose no sangue.

Nas pessoas que têm diabetes mellitus, o organismo não fabrica insulina e não consegue utilizar a glicose adequadamente. O nível de glicose no sangue fica alto -  a famosa hiperglicemia. Se esse quadro permanecer por longos períodos, poderá haver danos em órgãos, vasos sanguíneos e nervos.

 Copyright © AEDMADA.com 2018

Desenvolvido por Optimeios